Publicado por: Wally | Domingo, Novembro 16, 2008

Evidências de um Crime

Moralismo criminoso

Cleaner (2007)
Direção:
Renny Harlin
Roteiro: Matthew Aldrich
Elenco: Samuel L. Jackson, Ed Harris, Eva Mendes, Luis Guzmán, Keke Palmer
[Policial, 88 minutos]

Um ex-policial Tom Cutler decidiu entrar em um ramo irregular de profissão cuja tarefa é limpar cenas de crime. Mas quando Cutler é chamado para limpar um certo assassinato, logo se vê preso em uma rede de intrigas, ao perceber que poderá ter limpado evidências importantes no que parece ser um jogo crimonoso entre policiais corruptos.

Tomando como base uma premissa considerávelmente interessante, atributos técnicos admiráveis e um elenco bastante acima da média, seria de se supor que “Evidências de um Crime” cumpriria sua promessa e se revelasse um bom filme policial. Melhor ainda, como incansávelmente não cessa em nos convencer de que é, assumisse seu tom de filme noir. Infelizmente, porém, não tem como não ignorar que, sentado na cadeira do diretor, está Renny Harlin (O Pacto). Apesar de ter dirigido, nos anos 80 e 90, dois filmes bons (“A Hora do Pesadelo 4 – O Mestre dos Sonhos” e “Duro de Matar 2”), na atual década Harlin não cansa de decepcionar. Saído de duas bombas (“O Pacto” e “Exorcista: O Início”), Harlin recupera um pouco de crédito com este seu novo filme, que não é nem metade o fracasso de seus anteriores. Ainda assim, nota-se que, apesar do roteiro conter suas inúmeras falhas, parte da culpa quanto às ocasionais mediocridades de “Evidências de um Crime” se devem exclusivamente à falta de sutileza do cineasta, que pode sugerir tons de filme noir o quanto quiser, mas nunca se deixa levar por elas justamente pela sua falta de sutileza e desamparo quanto ao estabelecimento de um tom mais denso, que poderia ter como protagonista não a trama, mas os personagens em sí. Estas sim, características de um bom e válido filme noir.

No filme, somos inicialmente instigados para dentro da trama interessante, que mantém nossa atenção valiosamente. Com o tempo, porém, vamos notando que o que o filme ganha na sua parte técnica, que inclui uma boa fotografia e montagem exemplar, ele perde nos detalhes e nas escolhas erradas do roteiro de estréia de Matthew Aldrich. Ao invés de se tornar o que sugere desde o início, o filme então cai na denúncia e ao seu fim, resgata um terrível tom de moralismo completamente deslocado. E, quando chega a isso, vemos os próprios bons atores caírem também no desgosto. Até tais momentos irremediáveis chegarem, podemos ao menos nos deliciar com o ótimo senso de estilo da obra (pontos para Harlin) e um ou outro bom momento do elenco.

O elenco, alias, decepciona drásticamente. Os atores infelizmente dão a entender uma tremenda falta de intensidade e emoção, como se estivessem ligados no piloto automático. E é triste ter que dizer isso, acima de qualquer outro, de Ed Harris (Medo da Verdade), um ator tão bom que acaba se sair de um filme policial verdadeiramente virtuoso. Harris tem seus momentos (como também tem o filme) mas no fim de tudo, sentimos falta de sua habitual dedicação dramática. Samuel L. Jackson (Jumper), protagonizando, também não decola. Seus únicos bons momentos talvez residem quando contra-cena com Keke Palmer (Prova de Fogo), (que surpreendeu a todos naquele seu filme de estréia), estabelecendo uma relação de pai e filha que tira muito do peso excessivo do filme, que parece se prender mais à revira-voltas, denúncias e trama do que aos seus personagens. Eva Mendes (Os Donos da Noite), por sua vez, não apresenta tanta decepção. Está fraquinha, mas estamos apenas nos acostumando com seu frescor talentoso que demonstrou em seus dois últimos filmes.

“Evidências de um Crime” anseia ser um grande filme. E até que não precisava. Bastava ser uma divertida fita policial sobre intrigas e traições (e em vezes até emplaca nesse aspecto). O problema é que quando o pesado moralismo bate à porta, se sente que o filme está mais pesado do que deveria estar, quase que empregnado. Essa tal irregularidade é fatal. Mas para quem não se importar, pode acabar se revelando uma sessão valiosa que, como muitos filmes atuais, oferece um relato frívolo ainda que bem intencionado sobre corrupção e, ainda que seu tom ao fim seja sim desnecessário, pode oferecer reflexões. Tudo, porém, frágil demais para realmente afetar e, minutos após o fim da sessão, esquecemos completamente suas verdadeiras implicações. E, a meu ver, um verdadeiro filme noir teria um efeito bem maior na audiência. “Evidências de um Crime” tem suas falhas mas também provém virtudes. Uma pena, por isso, ser tão descartável.

Nota: 5,5

SINDICATO DOS CINÉFILOS: 40% (-)


Responses

  1. Ou seja, este “Evidências de um Crime” é um filme assistível, porém não é bom esperar muito dele! :-)

  2. E teve gente que disse o seguinte: ”Cleaner vem para ser o favorito às premiações nas categorias destinadas a roteiros…”! Como assim?????????

    Abraços.

  3. Mal tinha ouvido falar desse filme. Depois de checar sua opinião, fica a pergunta: será que Jackson e Harris valem o aluguel de um filme medíocre…? Pelo visto, nem eles estão muito inspirados.
    Renny Harlin é um colecionador de fracassos, coitado!

    Cumps.

  4. Quando vejo … Millenuim Films … ALERTA DE FILME RUIM LIGADO! …

    Infelizmente amigo … infelizmente …

  5. É, Ed Harris tá em cada bomba, uma pena.

  6. Eai tdo certo?
    nossa nunca tinha visto nada sobre o filme, mas pelo menos a história parece ser interessante@

  7. Eu assisti a esse filme, e ainda acho que voce foi bonzinho com a nota que deu..

    Segundo minhas opiniões, meu tempo que assisti o filme não foi merecido e daria um 3.. mais gosto é gosto…

    A Historia é interessante sim, mais o modo na qual foi trabalha não mi agradou tanto.. rs

    Até mais…

  8. Samuel L Jackson tá caindo no meu conceito!

  9. Assistindo muita porcaria ein Wally?

  10. Não conhecia esse filme, mas vc achou tranqueira! Samuel L. Jackson precisa fazer algo de bom… Abs!

  11. Pelo seu texto, mesmo com um bom elenco Renny Harlin continua irregular. É uma pena, ele já mostrou que tem talento, mas parece que acabou esquecendo em algum lugar.

    Abraço

  12. […] equivocada e com uma assombração escondida através da “janela da alma”. Samuel L. Jackson (Evidências de um Crime), em um papel surpreendentemente consistente, evoca a força que exibiu em "O Resgate de um […]

  13. […] equivocada e com uma assombração escondida através da “janela da alma”. Samuel L. Jackson (Evidências de um Crime), em um papel surpreendentemente consistente, evoca a força que exibiu em “O Resgate de um […]


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: