Publicado por: Wally | Sexta-feira, Agosto 8, 2008

A Bela e a Fera


Velho como o tempo, verdadeiro como nunca

Da simples e convencional vila, surgem Bela e seu amável pai inventor como os incomuns e cheios de vida. Quando o seu pai, Maurice, é capturado em um castelo sombrio enfeitiçado, Bela troca de lugar com ele e permanece refém da magia contundente do local, que por sua vez é comandado por uma Fera feroz.

É muito possível que esse “recente” filmes da Disney seja também um de seus melhores e mais bem produzidos (se não o melhor). O encantado rola solto no vibrante conto sobre amor, sociedade e ignorância. Mais belo para mim do que quando o vi há anos ainda pequeno, a fascinação que guardo pela obra agora vai além da mera diversão e o encanto mágico. Agora vejo mais do que o filme possui de tão especial. Seja sua densidade moral e romântica ou sua energia esplêndida, que lhe garante os mais fantásticos números musicais e cenas orquestratadas com beleza e originalidade. Quem não se lembra da gigante festa que Bela recebe em sua primeira noite? Ou na eterna valsa entre Bela e a Fera, ao som da magnífica “Beauty and the Beast”, um dos temas mais belos do cinema.

No núcleo, é um conto de moralidade, como são todos os filmes do estúdio. O comentário agora é sobre a ignorância, o preconceito e os pré-julgamentos. É sobre a beleza inferior que muitas vezes é subjugada. E tal mensagem é mais atual do que nunca, em um tempo extremamente materialista e imerso na sociedade onde as pessoas cada vez mais julgam e se distanciam uma da outra. A história de amor entre Bela e Fera é uma tão singela, honesta e comovente que acaba por nos tocar ao seu fim quase trágico, em um clímax derradeiramente emocionante que me faz chorar até hoje. É como voltar a ser criança. É maravilhoso poder abandonar todo o cinismo e assistir, com prazer e agrado, uma clássica animação ao lado da minha querida irmã, que por sinal, adora filmes como o irmão, mesmo com apenas seis anos.

Seja no contageio das canções cativantes e criativas, incluindo a já mencionada sequência que é um espetáculo visual ao som de “Be Our Guest” ou a engraçada “Human Again”, ou no comforto gratificante de “Something There” e, claro, a tema, é uma animação musical simplesmente fantástica por conseguir reunir gêneros e gêneros em seu pacote sem transbordar ou perder o fio da meada. O drama instiga, a comédia diverte, o musical contageia e o romance nos enche de prazer e emoção. O longa ainda merece créditos pelo criativo visual, sendo o destaque, claro, os móveis personificados do castelo, uma idéia ótima executada com perfeição e incluindo as mais perfeitas vozes. O filme tem identidade, beleza, profundidade e possui algo a dizer notável. Seu retrato sobre a ignorância no personagem de Gaston é um superficialmente engraçado mas introspectivamente ácido. Funciona como uma maravilha para identificar esse defeito humano mais presente que nunca na sociedade. Mas talvez o mais conquistador seja mesmo seu visual, em uma animação detalhada e triunfal em todos os sentidos.

A animação é um clássico merecido. A primeira do gênero a ser cotada à uma estatueta dourada de melhor filme e uma das mais memoráveis que já assisti. Sua beleza está longe de ser efêmera e permance conosco por anos a fio, contanto que não perdemos aquela inocência e abandonemos sempre o maldito cinismo. E mesmo para os mais rabugentos, as qualidades do filme são capazes de provocar motivações mentais. É impossível não soltar risos, risadas e talvez até uma ou duas lágrimas na sessão esplêndida e inesquecível que é a do belo “A Bela e a Fera”, uma animação para os séculos. Não é por nada que ficou na quarta posição do top 10 de Animação do Blog do Vinícius, votada pelos blogueiros.

Beauty and the Beast (1991)
Direção:
Gary Trousdale, Kirk Wise
Roteiro: Roger Allers, Brenda Chapman, Burny Mattinson, Brian Pimental, Joe Ranft, Kelly Asbury, Chris Sanders, Kevin Harkey, Bruce Woodside, Tom Ellery, Robert Lence
Elenco: Paige O’Hara, Robby Benson, Richard White, Jerry Orbach, David Ogden Stiers, Angela Lansbury, Bradley Pierce, Rex Everhart
[Animação, 91 minutos]

……………………………………………………………………..

NOVO Já que isolei o Cine Pulp e não tenho mais a seção de últimos vistos em DVD, começarei, semanalmente, a resenhar um filme que não seja lançamento de 2008 no Brasil. O filme escolhido representará o melhor conferido ao decorrer da semana. Postagens serão normalmente nas sexta-feiras ou nos sábados. Será o acervo do Cine Vita. Espero que gostem.


Responses

  1. Pode passar o tempo e as tecnicas de animações ficarem superiores … porém quando existe traços simples, harmonia e principalmente saber como contar uma história … nem se preocupe, vira classico com certeza …

  2. Eu gostaria de rever essa animação. Faz muito tempo que vi.

  3. Faz muito tempo que eu assisti “A Bela e a Fera”, mas eu ainda me lembro o quanto eu não queria assistir (só vi por causa da minha irmã que queria muito) e o quanto eu adorei depois de ter assistido. É realmente encantador. Mas faz tanto tempo que vi, preciso rever.

  4. ♦João Paulo exatamente, acredito o mesmo.

    ♦Ibertson eu também me atormentava querendo rever, até o dia em que tomei vergonha na cara e loquei.

    ♦Marcel é uma encantadora animação mesmo. Do típo que vence muita gente. E é sempre bom rever filmes prazerosos como esse.

  5. Acho digno de tudo. É perfeito e inesquecível. Parabéns por conseguir colocar tantas palavras em um filme que é inexplicável.

    Abraço!

  6. Tenho boas recordações desse desenho, eu vi pela primeira vez quando eu tinha lá meus treze anos, mais ou menos, vi atrasado (minha infância foi com Pernalonga e Rei Leão, rs). E me apaixonei pelo filme imediatamente. A Bela e a Fera tem seu lugar merecido na História, nem tanto por ser o único filme de animação a ser indicado ao Oscar de Melhor Filme, mas por ser uma história cativante e muito, mas muito bem feita.

    Abraços!

    P.S.: linkarei também. ;D

  7. Vi esse filme há muito tempo (quando era criança mesmo) e por isso não lembro de muitos detalhes, mas foi a melhor produção que já vi no gênero até a chegada dos longas da Pixar (“Ratatouille” e agora “WALL-E”). Adoro as canções, até hoje escuto ;) Belo texto!

    Abraço! [valeu pela citação]

  8. Assisti esses filmes da Disney só quando pequenos, mas me lembro que eu adorava todos! Contudo, o que mais marcou a minha infância foi “O Corcunda de Notre Dame”

  9. eu nao teria saco de ver de novo!

  10. “A Bela e a Fera” é, provavelmente, meu filme favorito de animação de todos os tempos. Acho o último grande trabalho feito pela Disney (não conto os filmes da Pixar como idealizados pelo estúdio). Uma obra atemporal, emocionante e singela. Não posso escutar “Beauty and the Beast” sem meus olhos se encherem de lágrimas. :-)

    Bom final de semana!

  11. Amo esse filme! Com certeza, a minha animação tradicional preferida. E ainda um musical de primeira, com músicas inesquecíveis (e a montagem na Broadway foi uma das coisas mais lindas que eu já vi na vida).

    Abraço!

  12. Nossa, nem tem muito o que falar, pois além de ser uma das minhas animações preferidas, “A Bela e a Fera” é um clássico eterno.

    Abraço
    Mateus

  13. ♦Alyson isso mesmo. E obrigado ;)

    ♦Luiz concordo plenamente. Não cresci vendo ele, mas mesmo assim permanece comigo com um valor inestimável.

    ♦Vinicius acho que é minha animação tradicional preferida, adoro. E as canções são mesmo inesquecíveis. E por nada =D

    ♦Matheus interessante. Vou procurar esse “O Corcundo de Notre Dame” para rever, não lembro nada além da história resumida.

    ♦Carranca eu teria “o saco” de vê-lo seguidamente.

    ♦Kamila é mesmo uma animação maravilhosa e talvez minha preferida da Disney também, visto que também não considero de sua autoria os filmes da Pixar.

    ♦Louis concordo. E interessante esse comentário da Broadway, deve ser sensacional mesmo.

    ♦Mateus eterno mesmo!

  14. Filmaço. Para mim, o melhor da Disney. O final, mesmo que previsível, é fantásticamente bem desenhado.

    Abraço!

  15. […] – Wally me faz voltar à infância com A BELA E A FERA. […]

  16. MARAVILHOSO! Faz tempo que eu não vejo… Deu votande de ver de novo. Abs!

  17. Primeiro eu queria me desculpar pela ausência no teu blog…

    Bem, acho a “Bela e a Fera” um clássico singular. Já faz um tempo que vi esse filme, mas recordo-me de algumas partes. Irei vê-lo novamente logo logo.

    É uma história singela, que pode parecer um tanto “Clássico”, mesmo assim cativa!

    Abraço!

  18. O filme é lindão. Só digo isso. :)

  19. Nossa, faz tempo que vi essa animação… mas é muito bom..
    adoro as animações da Disney!

    Wally, obrigado pela compreensão em não te visitar mais.. tá uma loucura por aqui, ehhee.. mas já to com saudades de vir visita-lo.. tomara que logo logo possa voltar com a minha vida de internauta..rs
    abraços!!!

  20. ♦Pedro o incrível é que é tudo tão bom que a previsibilidade nem passou pela minha cabeça.

    ♦Otavio maravilhoso mesmo.

    ♦Rafael sem problemas. Isso acontece. Agora, o filme realmente é singular e singelo.

    ♦Lucas uma palavra ótima para resumi-lo.

    ♦Rodrigo sem problemas algum. Espero ver mais postagens suas no seu blog. E também adoro as animações da Disney.

  21. As palavras elogiosas são mais que merecidas. O filme é simplesmente uma obra-prima da Disney. Uma das últimas, arrisco acrescentar.

  22. Aew!
    Ja tem um tempo que visito seu blog mas nao sou muito chegado em postar nenhum tipo de
    comentário nem nada. Só que achei aqui uma lista dos 10 filmes que mais ganharam o oscar e
    achei que vc iria gostar de ver essa lista e postar pra comentar com a galera.
    Tá aki o link: http://www.weshow.com/top10/pt/cinema/top-10-filmes-ganhadores-de-oscar

    Ah, e parabéns pelo teu blog. Tá massa!

  23. ♦Gustavo não contando as feitas em parceria com a Pixar, realmente uma das últimas. Obrigado!

    ♦Gabriel muito obrigado! Sua visita é muito importante para mim ;) E dei uma olhada no link. Estou bolando aqui há um bom tempo um especial com várias listas sobre vários gêneros e assuntos, inclusive do Oscar. Em breve inicia-se.

  24. Wally, que texto lindo. Eu tb amo esse classico, uma das minhas animacoes favoritas de todos os tempos. Guardo a lembranca de te-lo visto no cinema com um carinho especial, me emocionei ainda crianca e hj, adulta, choro feito crianca do mesmo jeito ao final do filme.

  25. ♦Romeika seu sentimento é compartilhado por mim também, com a exceção de que infelizmente não tive a sorte de conferi-lo nos cinemas. E obrigado! :)

  26. Simplesmente, amo esse filme! Tanto que, além de assistí-lo um milhão de vezes, sei todas as falas.
    Aqui em casa é o contrário, os meus filhos não agüentam mais e eu não me canso nunca!
    Beijocas

  27. ♦Cecilia o incrível é que da para acreditar plenamente. “A Bela e a Fera” é do típo de animação clássica, bela e nostálgica que apenas aprendemos a gostar mais com o decorrer dos anos, e não menos.

  28. Acabeio de assistir
    hahaha
    Maravilhoso. Uma das melhores animações uqe vi. Impresionantemente lindo.
    Esplêndido. Maravilhoso

    *****
    9,5

  29. oiiiii eu sou fã da bela espero a resposta manda pelo msn


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: