Publicado por: Wally | Sábado, Maio 31, 2008

Os Seis Signos da Luz


Escuridão iluminada por limites

Um jovem de vida comum do nada descobre ser o último de uma linhagem de guerreiros com poder o suficiente para auxiliar na luta entre a luz e a escuridão, numa jornada para salvar o mundo de ser engolido pelo obscuro.

De Harry Potter à Guardiões da Noite, de Star Wars à O Quinto Elemento, este filminho bobo nada mais é que uma adaptação literária que parece mais fundada em influências cinematográficas. Parece que estamos vendo diversos filmes ao mesmo tempo, só que a qualidade é extremamente limitada, e a incoerência predomina. O filme é, porém, apenas baseado em um livro. A questão torna-se, com isso, mais complicada. Pode ser o texto da autora o grande problema, mas prefiro apostar minhas fichas (e meu ódio) no roteiro, que simplesmente falha estrondosamente ao delinear uma narrativa coesa. O filme até começa bem, com movimentos de câmera bem legais e criativos e pouco a pouco, começa a envolver. Mas o filme começa a perder nossa atenção rapidamente, e a falta de originalidade se torna um elemento chave para isso.

A partir do momento em que o visual torna-se vistoso demais, já se torna claro o que iremos presenciar. A câmera não mais empolga, os efeitos se revelam bem fracos, além de completamente inexpressivos, e cenários nunca envolvem. Para um filme de fantasia que ousa oferecer uma espécie de escapismo e acima de tudo, aventura, é necessário ter uma boa produção e boa técnica, e infelizmente estes são fatores que carecem maior desenvoltura por toda a sessão. Juntando-se isso ao roteiro muito sem graça, tediante e principalmente, batido, e temos uma história fraca, porcamente levada à vida por elementos direcionados sem muita (ou nenhuma) lingüagem cinematográfica.

O fato é que o filme não tem sentimento, não tem magia. Além de fraco, ele é sem alma. Se permanece desinteressante por não tocar, chamar a atenção ou vencer o sentimento da audiência. A viagem que seria exhilirante logo torna-se uma seca, sem sentido. Os personagens por sua vez até começam a serem apresentados e desenvolvidos de uma forma competente, mas como todo o resto, tornam-se também, com o tempo, totalmente descartáveis e nem um pouco interessantes, e isso inclui o protagonista, interpretado de forma fraquíssima por Alexander Ludwig. Alias, todo o elenco é tolo. Do desgastado Ian McShane à desconhecidos. Uma pena é ver a sensacional Frances Conroy, do seriado À Sete Palmos, metida no meio de tudo. Sua personagem é muito fraca, de tempo limitado e poucos diálogos. Talvez se tivesse mais importância à história, Conroy teria dado uma de Ruth e oferecido algo genuíno. Mas o filme todo parece desperdiçar talento e boas idéias, se perdendo na falta de criatividade e, principalmente, na falta absurda de sentimento e um tom escapista. O filme ronda uma batalha entre a luz e a escuridão, e acaba se perdendo nessa escuridão. Não que o filme seja sombrio, alias, é o oposto, e imaturo ainda. Mas ele se perde em sí mesmo, na escuridão, como se preso em um poço que o limita. A luz ilumina apenas estes limites e audiência não sente nada.

O filme termina – como todo típico filme do gênero – apontando uma suposta seqüência. Realmente não recomendo. O que de bom posso dizer é que o filme não foi um sucesso e dúvido piamente que farão uma continuação. Por isso, fico feliz. Talvez os únicos que realmente consigam aproveitar ao filme são os pequenos, mais na faixa dos 6 aos 10 anos, e isso ocorrerá apenas se conseguirem ser envolvidos. Eu não fui. Poderia ter ignorado aspectos como roteiro se ao menos a aventura fizesse sentido e trouxesse alguma espécie de genuínade em sentimento. O filme foge à todo momento do melodrama, e isso é notável, mas nos últimos minutos sucumbe para o sentimentalismo. O filme todo é isso, escolhas feitas de forma errada. Altamente descartável, realmente não recomendo. Até mesmo como entretenimento em casa, o filme simplesmente não vai funcionar.

The Seeker: The Dark is Rising (2007)
Direção:
David L. Cunningham
Roteiro: John Hodge, baseado em livro de Susan Cooper
Elenco: Alexander Ludwig, Christopher Eccleston, Ian McShane, Frances Conroy, James Cosmo, Jim Piddock, Amelia Warner
[Aventura, 94 minutos]


Responses

  1. Wally, não conhecia esse filme, mas uma obra de fantasia sem magia ou sentimento, realmente não dá.

    Fico com pena da Frances Conroy também! Acho que, no cinema, ela só acertou quando fez a mãe da Katharine Hepburn, em “O Aviador”.

    Bom final de semana!

  2. Já tinha ouvido falar do filme mas pretendo passar longe rs…
    Assim como a Kamila, não me conformo da Frances Conroy não dar certo no cinema. É uma atriz extraordinária, como quem já a viu em Six Feet Under pode confirmar!

  3. um que passou rpa frente… não me interesso com esses tipos de filmes… as vezes resultam em agradaveis, mas já to caindo fora depois da sua critica..
    abraços!!!

  4. Assim como a Kamila, também não conhecia esse filme e seus comentários não me animaram muito (até porque você não recomenda), parece que uma produção de qualidade questionável… Abraço!

  5. Não me interesso em assistir esse filme.
    Prefiro A Bússola de Ouro. Este eu quero ver.

  6. O desígnio exato é mesmo filme bobo. Até hoje não sei como ignoro meu sexto sentido. No dia quase não assisti, achando que seria mais um filme inútil, mas preferi seguir adiante…
    Pena.
    Nota: 3,0
    Abraço!

  7. Parece que realmente faltou magia neste “Os Seis Signos da Luz”, pois ele fora aguardado com muita ansiedade pelo público, mas logo caiu no esquecimento no seu lançamento nacional e internacional. Só verei quando não houver nada para fazer.

    Abraço!

  8. É verdade, este filme é mesmo muito fraquinho, sem um pingo de originalidade. Se fizer dinheiro a nível mundial – infelizmente – creio que deve aparecer ai alguma sequela :-D


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: