Publicado por: Wally | Domingo, Maio 18, 2008

Um Plano Brilhante


A arte de um crime

Londres, 1960. Laura Quinn é uma executiva em uma empresa renomada de diamantes, incapaz de crescer por ser mulher. Mr. Hobbs é o faxineiro da empresa, e aborda Laura com um maléfico plano que abalaria as estruturas da empresa e deixaria ambos ricos.

A elegância de “Um Plano Brilhante” é sedutora. O filme arrojado, sofisticado e polido de Michael Radford é um prazer de se assistir por nunca se levar a sério demais (tirando seu desfecho), sempre transmitando uma aura interminável de sofisticação e elegância. É algo que vai além da estética excelente. O filme tem uma luminosidade admirável. O diretor indicado ao Oscar Michael Radford, não realiza um grande filme, provavelmente pela falta de intensidade, que se junta ao roteiro nada original. O efeito luminoso e agradável, por isso, é passageiro. É bom enquanto dura. Não é um filme para se levar além da sessão e carregá-lo em sua cabeça por tempos, mas é um que entretem e satisfaz, dentro da medida certa e apesar das falhas, nunca machuca a audiência, irrita, ou a subestima. Um bom e respeitável filme.

Radford é experiente por saber moldar um filme. Ele aplica estilo sem cometer overdose e coloca sentimento em seu filme sem o transformar num melodrama. Do outro lado, o estreante roteirista Edward Anderson faz um trabalho admirável na composição de seus personagens e conta a história com paciência. Muitos diálogos funcionam muito bem, apesar de alguns momentos que beiram o superficial. Nesse sentido, guardo certo desafeto com o desfecho, que ao tentar dar um tom mais vitorioso e humano à personagem principal, se revela um tanto forçado e deslocado. Mas felizmente é algo que ocorre raramente, e o filme se mantém, quase a todo momento, leve, divertido e muitas vezes misterioso, ao ponto de criar certa tensão. Ele envolve maravilhosamente, com a ajuda dos personagens interessantes, a estética conquistadora e claro, o elenco excepcional.

Demi Moore já cometeu seus pecados, e ano passado deixou até o trono de musa em Bobby para Sharon Stone, mas havia estrelado o bonzinho Instinto Secreto, em que está bem. Mas é nesse que ela realmente volta com toda aquela vibrante energia mostrada em filmes como “Ghost – Do Outro Lado da Vida”. Stone entrega mais que autênticidade ao papel, ela vence a audiência ao transformar sua personagem forte, respeitada e virtuosa. Além de claro, extremamente elegante. A considero a alma do filme. Sem ela, seria sofisticação oca e seca. Mas não podemos esquecer do brilhante Michael Caine, um ator que nunca decepciona quando se diz atuação. O veterano britânico é engraçado, charmoso, carismático e estupendo na sua caracterização, que foge a todo momento do óbvio, se tornando estranhamente misterioso ao desenrolar do segundo ato e finalmente, um personagem complexo, movido por mais que dinheiro. Alias, um dos pontos interessantes desse filme é o fato de que nenhum dos dois personagens buscam fortuna. Nenhum ali quer ficar rico. Cada um tem um motivo pessoal tal com a empresa. É um elemento que torna a trama muito mais saborosa e carrega até uma certa esperteza, ao conseguir aproximá-los tão bem do espectador.

Resumindo, eis aqui um virtuoso, valioso e elegante filme sobre a arte do crime. Um crime onde não conta o óbvio, mas o que está por trás das entrelinhas. Não é um filme que carrega aquela grande surpresa ao final, infelizmente, visto que se torna algo previsível graças às incontáveis pistas deixadas ao longo da sessão. Por essa e outras, o filme não marca e corre o risco de ser rapidamente esquecido. Mas será lembrado merecidamente pela sua austúcia. A direção de arte é primorosa e garante submersão no mundo dos anos 60 com extrema facilidade, juntando se ao ótimo figurino. A montagem é habilidosa e nunca compromete o tom misterioso. As reclamações são poucas e o filme entretem. Ele se torna irresistível, mesmo que sua nota final não seja completamente convincente. Pelo esperado, o filme que não é brilhante o suficiente para deslumbrar, consegue conquistar bastante admiração.

Flawless (2007)
Direção:
Michael Radford
Roteiro: Edward Anderson
Elenco: Demi Moore, Michael Caine, Lambert Wilson, Nathaniel Parker, Shaughan Seymour, Nicholas Jones
[Drama, 108 minutos]


Responses

  1. É bonzinho?? Hmm… Odeio a Demi Moore… Ela faz péssimas escolhas, mas adoro o Michael Caine. Apesar do título nacional sem criatividade alguma, verei o filme em DVD.

    Abs!

  2. Wally, nossas opiniões são bem parecidas. A excelência técnica desse filme salta aos olhos. A direção de arte, os figurinos, a trilha sonora são perfeitas! Além disso, Michael Caine e Demi Moore estão ótimos. O final também me incomodou profundamente.

  3. Ainda não assisti. Mas parece interessante!

  4. Pensei em assistir quando estava em cartaz por aqui, não cheguei a ir, mas agora você me deixou com vontade. =p e aliás, o filme parece ser muito elegante mesmo.

  5. Achei interessante. O problema é o suspense fácil e, por vezes, óbvio.

    Abraço!!

  6. Como o Pedro disse, também achei um tanto óbvio, inclusive o desfecho foi um dos poucos aspectos que não me agradaram. Mesmo que não tenha sido um sucesso, é bom ver que a Demi Moore está participando de produções acima da média que nem de longe lembram os péssimos filmes pelos quais sua carreira foi por água abaixo. Abraço!

  7. Acabei não conseguindo conferir este filme nos cinemas, primeiro por falta de tempo e depois por preferir assistir a produções que não tenham a Demi Moore no elenco. Mas ainda vou tentar conferir…

  8. Michael Caine é fantástico. Gosto muito dele e talvez isso deva se fazer de importante pra que eu vá ver esse filme. Apesar do que eu achei a história bem interessante mesmo! Pretendo vê-lo!

  9. Como você, avalio este com 3 estrelas. É incrível o que o Vinícius disse, tem tudo a ver com o momento de vida da Demi Moore. Ultimamente temos visto ela em filmes aceitáveis, que nem lembram a série de desgraças cinematográficas que ela veio se metendo de 1995 até 2004.
    E o Caine é excelente. Como sempre.
    Abs!


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: