Publicado por: Wally | Terça-feira, Março 4, 2008

Sweeney Todd – O Barbeiro Demoníaco da Rua Fleet

sweeney.jpg
Um lamento sinistro à vingança
.
A história de Benjamin Barker, que retorna à Londres depois de injustiçadamente ter sido jogado na cadéia. Se reúne com a notória Mrs. Lovett, famosa por suas terríveis tortas, e se vê no intuito de buscar vingança ao homem que tomou sua esposa, sua filha e o colocou atrás das grades.
.
A atmosfera de Sweeney Todd, sexta colaboração entre o visionário diretor Tim Burton e o ator nato Johnny Depp, é mórbida, pesada e transmite um incrível senso de angústia e terror. Até mesmo quando é dia, a vida nessa Londres obscura de Burton transmite frieza a todo limite. Em mais um acerto técnico, o mundo aqui arquitetado por Burton e companhia chega à perfeição. Baseado em uma musical de teatro, o longa tinha tudo para soar teatral e ensaiado demais, mas Burton deixa o convencionalismo na porta, ousa, instiga a audiência e a envolve nessa história sinistra de vingança em uma sociedade perdida. Com seu tom sombrio, seus cenários impecáveis e atuações excelentes, posso dizer que nunca foi tão prazeroso ser testemunha para tamanha infelicidade e morbidez. É esse feito extraordinário de Burton, transformar um mundo tão obscuro convidativo o maior triunfo do longa.
.
sweeney3.jpgA experência visual é altamente gratificante, mas não seria nada se o filme de Burton não fosse consistente ou interessante. E o roteiro, apesar de suas falhas, convence mais do que poderíamos esperar, mesmo que as canções sejam o princípal diálogo de todo o filme. Sobre as canções, fiquei extremamente satisfeito com a maioria, tirando algumas que se tornam altamente repetitivas, acho que os atores conseguiram fazer um belo trabalho, principalmente Depp, que canta com tanta amargura e intensidade que seríamos tolos duvidar de sua existência nesse mundo. É o casamento perfeito, Depp e Todd, como tantos outros que ele já teve em sua carreira, principalmente trabalhando com Burton. Mas Depp não é o único elo brilhante do filme, apesar de ser “o” mais brilhante. Ao seu lado, Bonham Carter, que sempre acerta em suas personificações, encanta com sua igual morbidez e seu visual feio, não decepcionando também quando solta a voz. Alan Rickman também ficou perfeito. O sinistro personagem de Harry Potter é outra entrada autêntica nesse filme. E funciona também muito bem com Timothy Spall ao seu lado, grotesco em seu visual (perceberam os três atoes do filme, Carter, Rickman e Spall serem todos da série Harry Potter?). E ainda gratificante, a participação memorável de Sacha Baron Cohen, a vida do filme, além da revelação inesperada de Jamie Campbell Bower, um novo talento.
.
Como deu para perceber, o elenco é chave na caracterização do filme, e todos funcionam excepcionalmente bem. Burton tem esse elemento fundamental, que é de sempre reunir talentos inesperados em seus filmes, mas também reune personagens igualmente ótimos e imensamente interessantes. Todd, em toda sua amargura tão bem representada, é um ser infeliz e que quer apenas vingança. A história do filme é essa, pega ou larga. Um conto de assassinatos sanguinários e toda a morbidez do personagem. Mrs. Lovett, coitada, é uma que, apesar de suas imoralidades, vence a audiência por seu desejo de um dia viver ao lado de Todd, por quem é apaixonada. Uma sequência genial gera risos e diversão na audiência ao vermos a pobre Lovett sonhar enquanto o rosto impassível e impagável de Depp como Todd traduz apenas a mais infeliz imagem de ódio. É um show primoroso este espetáculo que Burton cria, que reune humor negro, canções ácidas e muito sangue para entreter e sai maravilhosamente vitorioso.
.
Vale ainda notar e elogiar a nota com a qual o longa termina. Poético e nunca querendo transformar sua triste história em algo feliz, o desfecho é tão escuro quando o resto do filme, e não digo apenas visualmente. Apesar de uma certa ponta solta, admiro a coragem com que Burton terminou seu filme, pois toca a audiência saber a que ponto toda a angústia e o desejo de vingança de Sweeney o levou. O filme é mesmo um lamento. Um lamento inquietante e sinistro e fica fácil se conectar e acreditar nos sentimentos do personagem principal, que desde já se transforma em um dos mais marcantes do cinema, e o filme de Burton, com certeza o musical mais sanguinário e maduro. Ainda contando com uma fotografia sublime, uma coleção de figurinos vibrantes e cenários consagrados, é um filme que não sairá fácil da mente, marcando com suas virtudes incontestáveis e sua magia em envolver a platéia. É de emocionar e surpreender toda a jornada de Sweeney, e logo nos vemos encarando um obra primorosa, densa em sua composição e com algo a dizer, sobre nossa sociedade pessimista e ingloriosa, tratando alguns temas com certa ironia sensacional e outros com uma tristeza inconfundível. Cinema de verdade.
.
[Sweeney Todd: The Demon Barber of Fleet Street, 2007] Dirigido por Tim Burton. Roteiro de John Logan, baseado em musical de Stephen Sondheim e Hugh Wheeler. Músicas adaptadas por Christopher Bond. Com Johnny Depp, Helena Bonham Carter, Alan Rickman, Timothy Spall, Sacha Baron Cohen e Jamie Campbell Bower. [Musical, 116 minutos]

sweeney2.jpg


Responses

  1. Também adorei SWEENEY TODD. Cinema de verdade (como vc disse). É exagerado sim e muito sangrento… muita gente sai do cinema antes do final… mas eu achei sensacional.

    Abs!

  2. Infelizmente perdi a oportunidade de ver no cinema, mas logo que chegar o dvd, devo alugar.
    Espero gostar também.

    Abraço!!!

  3. Wally, o filme não me entusiasmou tanto quanto te agradou. Eu acho que SWEENEY TODD tem méritos incríveis, como a direção de arte, fotografia e figurinos. A direção do Tim Burton é muito boa e o elenco está muito bem, em especial o garotinho Ed Sanders.

    Eu amei os diálogos musicados e acho que este filme poderia ter sido bem mais lembrado no último Oscar.

  4. Bom, para terminar bem o dia, lembro que não pude ver “Sweeney Todd” porque o cinema meia tigela daqui cancelou sua estréia, e o dvd parece que sai só em JUNHO, se não me engano. Aí você pensa… Bom, xingar eu não vou mais e sim tomar umas doses de paciência, é o jeito.
    Inveja, muita inveja, hahaha.
    Abraço!

  5. Hahahaha. Sabe que filme acabei de tirar do dvd? Beleza Americana também. Depois de sua crítica no Cinemateque, resolvi dar um novo “look closer” no filme de Sam Mendes, e novidade: acaba de ganhar uma estrelinha a mais na minha cotação. E decidi comprar o dvd também. Tá compensando.
    Abraço!

  6. Eai. nossa esse é um dos filmes que estava no cinema que eu não queria ver, agora se eu quiser ver por aqui vou ter que esperar chegar o DVD e acho que vai demorar um bom tempo ainda… Mais eu nem estou taoo animado com esse filme naO!

    Utimamente a coisa que menos está dando pra mim fazer é ir ao cinema, porque eu ia aos sabados e agora comecei a estuda o dia tdo no sabado entao acabou nao sobrandop mais tempO!

  7. Adorei! Meu preferido ainda é Edward Mãos de Tesoura, mas eu simplesmente adorei Sweeney Todd.

  8. Postei sobre ele ontem. Nem tinha notado os atores do HP. ^^

    É um ótimo filme com poucos momentos médios ou ruins. Gostei.

    Abraço

  9. Heiihihi retribuinduh a visita!!!

    o blog eh show parabéns!!!

    naum vi o filme no cinema mas to ansioso p axisti em dvd!!!!

    assista friday sim, vai gosta mto!!!

    abraço

  10. Filme incrível, acho que a melhor direção de Tim Burton (não o melhor filme), o modo que ele filmou os musicais e como conseguiu encaixar tudo no roteiro foi brilhante. A Helena e o Johnny formam uma dupla incrível.

  11. Otavio, percebi isso, muita gente não gostou do exagero. Eu também achei sensacional!

    Pedro, veja sim, espero que goste.

    Kamila, apontou os valores que adorei no filme. Pena que não tenha gostado tanto quanto eu, rsrsrs.

    Weiner
    , primeiramente, sei como se sente. Até agora não chegou aqui Sangue Negro ou Na Natureza Selvagem…ódio. E poxa, me deixou feliz, consegui fazer, com um mero texto, voce rever o filme, e que bom, já que gostou mais. Eu tento rever sempre que possível, já que é um filme que, quanto estou para baixo, me coloca para cima.

    Lucas e Pedro (?!?!) Veja o filme, é ótimo. Nem todos gostam tanto quanto eu, mas é inegável que a aceitação em geral tenha sido positiva. E verei Friday sim.

    Daniell, acho que considero Sweeney o melhor, pela direção, mas em questões de roteiro, prefiro Ed Wood.

    Alexsandro, concordo e vou além. Sensacional filme.

    Lucas, incrível mesmo. É minha direção e o filme preferido de Burton. De roteiro, prefiro Ed Wood. E o elenco é perfeito.

    Ciao!

  12. Esse não chegou a ser uma decepção, mas confesso que esperava muito mais. É complicado unir gêneros tão distintos como o horror e o musical. Acho que a proposta foi satisfatória nesse sentido, mas não vi nada de memorável – inclusive em relação aos termos técnicos, acima da média, mas nada dignos de premiação.

    Abraço!

  13. Estava sumida mas voltei :)
    Mais uma vez, assim como em Across the Universe, concordei muito com a tua crítica.
    Fui assistir o filme na estréia e teve gente saindo da sala antes da metade.
    Acho que o grande problema do público hoje é o preconceito em relação aos musicais. Moulin Rouge ajudou a popularizar o gênero novamente, mas acredito que a grande massa ainda prefere ver filmes como Miami Vice.
    No caso do Sweeney Todd, ainda devem ser considerados fatores de que este é um personagem muito antigo na literatura, e já foram feitas várias montagens dessa história tanto fora como dentro da Broadway.
    Acho que Burton, Depp e o restante do elenco conseguem sim criar uma obra-prima, sem no entanto assassinar a obra original, como vemos em tantas adaptações horrorosas por aí.


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: