Publicado por: Wally | Sábado, Fevereiro 16, 2008

Vita2008: Melhor Direção de Arte e Cenários

1°- Maria Antonieta • de K.K. Barrett (design de produção), Pierre Duboisberranger, Jean-Yves Rabier (direção de arte) e Véronique Melery (decoração de cenário)
antoinette04.jpg

Nesse filme, fica difícil decidir o que é melhor, a fotografia, ou a direção de arte. Fiquei, porém, com o luxuoso detalhismo e exuberancia elegante do design de produção, contando com cenários que, mesmo que já tenham existido, foram meticulosamente inseridos nos tempos do qual o longa retrata. O visual é glorioso em todos sentidos imagináveis.

2°- Harry Potter e a Ordem da Fenix • de Stuart Craig (design de produção), Mark Bartholomew, Alastair Bullock, Martin Schaedler, Gary Tomkins, Alexandra Walker (direção de arte) e Stephanie McMillian (decoração de cenário)
potter02.jpg

Todos os trabalhos da série me encantaram, mas esse foi ao limite. Talvez pelo simples fato de ter transportado a descrição simples mas suntuosa de J.K. Rowling de certos cenários com um brilhantismo incrível para as telas. Eu digo do Ministério da Magia, claro, e a sala de Umbridge. Além de Hogwarts ainda brilhar, principalmente as salas novas.

3°- Across the Universe • de Mark Friedberg (design de produção), Peter Rogness (direção de arte) e Ellen Christiansen (decoração de cenário)
universe03.jpg

O filme todo é visual e deslumbre, e tudo vem da direção de arte fenomenal, que ainda conta com alguns cenários bem memoráveis. A junção entre imagens fantasiosas com as da realidade ficaram verdadeiramente exuberantes e belíssimas, cativando o olhar da audiencia, acima de tudo. Destaque para o momento de “Strawberry Fields Forever”.

4°- Sunshine – Alerta Solar • de Mark Tildesley (design de produção), Gary Freeman, Stephen Morahan, Denis Schnegg (direção de arte) e Michelle Day (decoração de cenário)
sunshine01.jpg

Aqui também brilha a fotografia poderosa, mas é a direção de arte que empolga. Tons perfeitos, um cenário grandioso e memorável de naves, além de utilizar impecávelmente cores, iluminação e etc. É um trabalho primoroso.

5°- A Maldição da Flor Dourada • de Tingxiao Huo (design de produção)
curse02.jpg

Ao lado do figurino, uma direção de arte espantosamente grandiosa e genial, desde o palácio imenso e perfeitamente construído até os detalhes magníficos em cenas por mais menores que sejam. O design realmente conquista os olhares, provocando intensa satisfação e deslumbre.

obs: Gostaria de constatar que, sendo um ano espetacularmente bem nessa categoria, ficou muito difícil simplificar em 5 indicados. Previlegiei, portanto, aqueles filmes cuja fotografia tenha sido mais influente no visual que a direção de arte. Quero dizer que os 5 filmes abaixos, com algumas exceções, tiveram trabalhos de direção de arte melhores e mais importantes que a fotografia. Ou seja, se sentir falta de algum filme em especial aqui, pode ter certeza que ele corre o risco de ser indicado na categoria de melhor fotografia.

Filmes elegíveis
Outras categorias: Melhor Figurino Melhores Efeitos Visuais Melhor Diretor Revelação Melhor Ator/Atriz Revelação • Melhor Maquiagem Melhor Coletanea Melhores Efeitos Sonoros  Melhor Cartaz


Responses

  1. K.K Barret, de Maria Antonieta, e seus luxuosos e magníficos cenários ficam com o prêmio na minha opinião. Acho até que este filme foi injustiçadíssimo em algumas categorias técnicas, fizeram vista grossa numa porção de coisas, até vaiar o pobre filme vaiaram. E é tão fascinante e poderoso!
    Não sei se “O Labirinto do Fauno” entrou em algum Vita Awards passado ou se você simplesmente não o indicou, mas Eugenio Caballero construiu cenários assustadores e inspiradíssimos no filme mexicano. Prefiro-o ligeiramente à K.K Barret. Mas dos seus indicados mesmo Maria Antonieta.
    Abraço!!!
    Não vi “Todo Mundo Quase Morto”, mas passei perto de alugar. Sabe o que é, eu sempre tive um preconceito meio bobo com esse tipo de filme, porque os clássicos como “A Volta dos Mortos Vivos” não sabem mais fazer.

  2. Maria Antonieta também venceu no meu. Harry Potter e Sunshine também foram algumas das minhas indicações. No lugar de Across the Universe e Maldição da Flor Dourada, dois filmes que perdi (um nem estreou aqui ainda, o outro nunca está disponível na locadora), entraram Dreamgirls e Confidencial. Também adorei o trabalho em Piaf…

  3. Boa lista, Wally. Nào conferi “A Maldição da Flor Vermelha”, “Sunshine” ou “Across the Universe”. Esperava que a direção de arte magnífica de “La Vie en Rose” tivesse sido lembrada por você.

  4. Sem dúvida uma bela seleção, sendo que “Maria Antonieta” é meu preferido também. Gostei de ver “Sunshine” entre os indicados. Abraço!

  5. Maria Antonieta tá levando tudo.

    Boa lista.

    Abraço!!!

  6. MARIA ANTONIETA é forte em direção de arte e figurino. Mas entre suas opções, eu teria ficado com HARRY POTTER.

    Abs!

  7. Weiner, realmente é um filme injustiçado. Sobre O Labirinto do Fauno, estava na edição passada, que pode ser conferida na página “Filmes de 2006”, logo acima. E procure ver Todo Mundo Quase Morto, é genial.

    Marco, não sou muito fã de Confidencial, e nem de sua parte técnica, mas Dreamgirls ficou em sexto lugar na minha lista.

    Kamila, Piaf quase entrou. Estava no top 10, mas acho que tanto o figurino e a fotografia foram mais importantes.

    Vinicius, são dois trabalhos incontestáveis.

    Pedro, é, já é o terceiro premio e a quarta indicação. ;)

    Otavio, prefiro a de Maria Antonieta pelo luxo e a suntuosidade, mas a de Harry Potter é incrível mesmo.

    Ciao!


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: