Publicado por: Wally | Domingo, Janeiro 20, 2008

O Vigia

Lançamento direto em DVD
lookout2.jpg

A lei de quem tem o poder

Chris Pratt é um jovem popular, bem sucedido e com o mundo em suas mãos. Mas sua vida de atleta e toda sua popularidade é estraçalhada quando sofre um trágico acidente, matando dois de seus colegas e o deixando com forte trauma, o afetando mentalmente. Tentando construir novamente sua vida, estuda e trabalha como faxineiro em um banco, e é onde se ve completamente enrolado em um plano de roubo quando não consegue resistir certos prazeres.

Primeiramente, gostaria de dizer que O Vigia, entre outros filmes ótimos, é um longa que infelizmente não demonstrou potencial para as distribuidoras brasileiras e teve seu lançamento nos cinemas cancelado. Ele chegou, bem atrasado, esse mes de Janeiro nas locadoras. Trata-se de um excelente filme. Além de estilizado, com um visual ótimo e elenco extremamente competente, é também um filme forte, divertido, construído maravilhosamente em cima de seus personagens densos e cujos 30 minutos finais são arrebatadores. Constato, com isso, a infelicidade de não ter tido a oportunidade de ve-lo na tela grande.

lookout.jpgDe premissa promissora, o longa carrega sua primeira hora completamente na introdução de seus personagens e elementos que futuramente serão importantes para a trama. Conhecemos Chris, que tinha tudo até uma tragédia, que lhe rendeu remorso, culpa e uma cabeça danificada. Chris perde muitas vezes noção de tempo, sua memórias é fraca e desentende muitas coisas. Nós sentimos por ele ao ver que sem esperanças, tenta a todo custo fazer de sua vida uma coisa boa, evitando a ajuda de seus pais bem sucedidos, tentando de qualquer forma voltar aos eixos. Porém, cansado de tudo isso, Chris não resiste quando surge um cara que não só o lembra do trágico acidente, mas o oferece uma vida com dinheiro, mulheres e prazeres infinitos. A condição é de ser vigia quando eles forem roubar o banco onde trabalha.

O roteiro evita o lugar comum, e se revela competente não só por tratar muito bem seus personagens e os diálogos, mas por entregar surpresas e um desfecho de certa forma imprevisível. Os 30 minutos finais me lembraram demais Fargo. Apesar do ótimo diretor não ser um Coen, o seu filme tem muitos elementos que fizeram Fargo funcionar. Posso estar exagerando, mas vi muitas semelhanças. Só faltou mesmo o humor negro. É o momento onde Chris começa a perceber as coisas e usar a cabeça para tentar se esquivar de conflitos maiores. Ele percebe que, como alguém lhe disse, quem tem o dinheiro tem o poder, e o que se segue são os melhores momentos do filme. Se guardo ressalvas com o filme é a de que achei que ficaram muitas pontas soltas. E isso foi meio que uma decepção. O filme termina muito bem, satisfaz bastante, mas aí voce automáticamente começa a pensar e percebe que muita coisa não foi explicada, personagens desaparecem e com isso, fica a impressão de que o roteiro ótimo pecou, contendo certos furos. Mas nada irritante. É aí que entra o diretor, Scott Frank. Ele deixa o filme não só estéticamente impecável, com estilo e elementos irresistíveis, mas consegue fazer com que certos defeitos passem despercebidos. É sua estréia na direção, mas escreveu roteiros para filmes como Minority Report, Irresistível Paixão (pelo qual foi indicado ao Oscar) e A Intérprete.

Ou seja, O Vigia é um filmaço que no final das contas acabou pecando. Mas é impossível não se divertir e se satisfazer o vendo. Não só pelo entretenimento, mas pelos diálogos ótimos, os personagens perfeitos e a trama que, fora os furos, foi muito bem construída e delineada. No filme ainda temos uma atuação excelente de Joseph Gordon-Levitt, que curiosamente estrelou e entregou outra forte performance em outro filme lançado direto em DVD no Brasil, sendo este A Ponta de um Crime, no ano passado. Ao lado de Levitt, um ótimo Jeff Daniels fazendo papel de cego, além de Matthew Goode competente e a escandalosa Isla Fisher extremamente sensual e admirável. O elenco só eleva este trabalho de cinema ótimo, que é um estudo de personagem imensamente memorável, acima de tudo.

[The Lookout, 2007] Escrito e dirigido por Scott Frank. Com Joseph Gordon-Levitt, Jeff Daniels, Matthew Goode, Isla Fisher, Carla Gugino e Bruce McGill. [Policial, 2007]

lookout1.jpg

Anúncios

Responses

  1. eai. entao muito bom o bloGL eu tb adoro cinema, mais ando bem sem tempo ultimamente. entao nem da pra criar outro bloG> mais vlw por me add na sua lista. tb ja te add na minha. sobre esse texto vou ler dpois quandop eu voltrar aki blza? agora to com uma pressa. hausdhuas…

    Mais entao. imagina so outra grvel ninguem merece né/
    mais blza. volte sempre láh. flw.

  2. Muito ansioso por esse filme, pena que ainda não vi em DVD por aqui – mas acho que chega nos próximos dias, né? O Joseph Gordon-Levitt é um ótimo ator e espero que “O Vigia” não tenha muito em comum com “A Ponta de um Crime” (que não gostei muito, apesar de ser cult e tals).

    Abraço!

  3. Scott Frank é um roteirista de mão cheia e não sabia que ele agora estava na carreira de diretor. Muita gente considera o Joseph-Gordon Levitt um dos melhores atores jovens e gostei bastante do elenco desse “O Vigia”.

    O texto está ótimo e me deixou completamente curiosa para assistir a obra.

  4. Wally, não imaginava que o diretor de “O Vigia” é o mesmo por detrás do magnífico roteiro de “A Intérprete”. Vendo por essa e outras especialidades no roteiro, devo ver às pressas este filme.

    E não gosto tanto assim de Joseph-Gordon Levitt. Me dá náuseas só de lembrar daquele horroroso “Matadores de Aluguel”.

  5. Honestamente, Wally, achei um trabalho digno de DVD mesmo. Sabe aquela produção que não é ruim, mas por não decolar perde um espaço considerável? Pra mim esse é o caso de O Vigia. A introdução do filme é animadora, a elaboração do protagonista varia entre o bom e o impressionante, mas a forma como eles usaram o personagem deixa demais a desejar. E olha que adorei (pela primeira vez) o trabalho do Joseph-Gordon Levitt. Sem falar no Jeff Daniels, que eu sou grande fã.

  6. Lucas, irei sempre que puder. E outra greve será insuportável.

    Vinicius, O Vigia não tem nada a ver com A Ponta de um Crime, mas gostei de ambos o mesmo tanto. Levitt é um ótimo ator mesmo.

    Kamila, achei o filme ótimo e também admiro muito o roterista e o ator. Vale a pena pegar.

    Alex, veja sim. Sobre Levitt, voce que nao teve sorte. Matadores de Aluguel é péssimo ao extremo. Até a magnífica Helen Mirren ta ruim. Levitt é ótimo ator, veja outros filmes dele, como A Ponta de um Crime e um que ainda não vi mas quero, Mistérios da Carne.

    Luciano, eu gostei muito do filme. Acho que não é uma questão de decolar. Como eu disse, é mais um estudo de personagem, ótimo por sinal. E também gosto muito de ambos atores. Só não gostei das pontas soltas do filme. Fora isso, me diverti muito vendo.

    Ciao!

  7. Realmente não comecei pelo filme mais inspirador, ainda que eu já o conheça desde o tempo onde interpretou o filho de Demi Moore em “A Jurada”. Mas, no geral, seus desempenhos devem ser bons em “Mistérios da Carne”, “Na Ponta do Crime” e neste “O Vigia”.

  8. […] de CGI, entrega uma potente performance. Ainda há lugar de sobra para o admirável Matthew Goode (O Vigia) e, principalmente, Jeffrey Dean Morgan (Ao Vivo!) exercitarem talento. E Morgan está eletrizante. […]


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: