Publicado por: Wally | Terça-feira, Novembro 6, 2007

A Maldiçaõ da Flor Dourada

cursenovo.jpg

A beleza da trágica política

Durante o reino do Imperador Ping sobre a dinastía Pang na China, segredos, traições e mentiras rondam o pálacio. Ping quer controle não só sobre seu país, mas principalmente sobre sua família, incluindo sua mulher e seus três filhos. Após ser trágicamente ferido pelo incesto cometido por sua imperatriz, Ping começa a envenená-la pouco a pouco. A resistência se inicia porém, quando a Imperatriz Phoenix decide se vingar, com ou sem a ajuda de seus filhos, que não sabem exatamente qual posição devem tomar em meio à tanta comoção.

Zhang Yimou é um mestre das artes, da beleza e da tragédia. Yimou ilumina tristeza, solidão, amor, felicidade e política com toques fascinantes de beleza, ousadia e grandiosidade. Essas qualidades incontestáveis de Yimou já poderiam ter sido identificadas em dois de seus filmes anteriores: Herói e O Clã das Adagas Voadoras. Enquanto no primeiro Yimou tocava em honra, política e sabedoria, além de claro, amor, no segundo filme, criou um épico sobre ciúmes, dominação e paixão ardente. Todos filmes de narrativa belíssimas, mas ainda mais belos visualmente, carregados pela mais bela fotografia, cenários grandiosos e elementos cruciais para deixar qualquer um deslumbrado. No seu mais novo filme que segue mais ou menos a mesma linha, o visual continua forte, apesar de certas falhas que serão mencionadas a seguir, e mesmo que Yimou tenha perdido um pouco de sua sutileza e o roteiro do filme tenha feito certas escolhas melodramáticas, se revela sendo um esforço mais que valioso, que nutre não somente os olhos, mas o desejo por entretenimento, ao mesmo tempo em que você sente como se estivesse valorizando verdadeira arte.

gong.jpgO maior pecado do filme foi sua tentativa de deixar as cenas de ação mais grandiosas. Nada contra, porém, os efeitos visuais usados nas cenas de guerra e batalha destroem muito da beleza do filme, deixando no ar certo superficialismo inconveniente. Fora esse triste incidente, o visual é puro prazer e vislumbre, delicioso e de encher os olhos. Mesmo que a fotografia falte aquela iluminação excepcional e os contrastes de cores estupendos dos dois filmes anteriores de Yimou, vale identificar o figurino como verdadeiramente impecável. Cada roupa mais detalhada, bela e extraordinária que a outra, os personagens desfilam pela tela sempre magníficos, mesmo com veneno escorrendo pela boca e olhares fulminantes de ódio, eles são belos ao extremo. Gong Li que o diga, dona do figurino mais incrível do longa, é também a grande merecedora de elogios, se destacando no elenco com sua performance meticulosa e poderosa, criando uma imperatriz que é ao mesmo tempo vulnerável, sozinha, vingativa e maravilhosa.

chow.jpgLi não é o único prestígio, já que Chow Yun-Fat surpreende com sua correta e precisa atuação como Imperador, deixando o personagem muito mais interessante do que inicialmente dá a entender. Os atores encenando os filhos dos imperadores iqualmente não decepcionam, entregando mais realismo e verocidade à obra. Todos personagens escondendo as mais diversas e fortes emoções, desfilando pelos cenários mais gratificantes e memoráveis possíveis, enchendo não só os olhos da audiência, mas a tela por inteiro, deixando tudo muito mais vivo e eletrizante. É uma sessão mais que recompensadora, e não digo isso apenas por ter competência no elenco e uma parte técnica perfeita, mas por possuir, no seu conto sobre traição e lealdade, verdadeira emoção e elementos particularmente instigantes, como seus personagens bem trabalhados e suas emoções poderosas, capazes de derrubar uma nação.

É nesse ponto – mais precisamente no clímax – quando se percebe a tendência a la Shakespeare do longa, onde tudo soa imensamento trágico, mas ao mesmo tempo verdadeiramente belo. Não só isso, mas tais elementos de tragédia e beleza são contornados por fatores políticos, também claro identificador de uma obra de William Shakespeare. No final das contas, podemos não ter o brilhantismo emocional e as cenas antalógicas de O Clã das Adagas Voadoras, mas é fácil perceber como Yimou nos deslumbra e choca com o doloroso desfecho, terminando em um banho de sangue fruto da mais pura cobiça. O longa analisa muito bem até que ponto o ser humano pode ir para continuar no poder – ou melhor – subir no poder, enquanto a vingança, a lealdade e o amor familiar também são trabalhados dignamente. Se a verdade for dita, os palácios luxuosos, belos e deslumbrantes escondem os mais perversos segredos, e as coisas não soam tão bonitas quando se aventura nas emoções dessas pessoas complexas, sofríveis e extremamente vulneráveis. Por isso…olhe bem de perto.

[Man cheng jin dai huang jin jia, 2006] de Zhang Yimou. com Chow Yun-Fat, Gong Li, Chou Jay, Liu Ye, Qin Junjie e Ni Dahong [Drama, 114 minutos]

curse2.jpg


Responses

  1. Como já te disse, não gosto muito desse tipo de filme. Portanto, provavelmente não o verei. :P

  2. Quero muito ver esse filme, pena que ainda não estreou por aqui. Particularmente não gosto desse “novo” Zhang Yimou – para mim, “O Clã das Adagas Voadoras” e “Herói” são duas enganações, apesar de visualmente impecáveis…

    Abraço!

  3. Gosto muito de “Herói”. Acho o uso das cores e as lutas desse filme perfeitas. E esperava que este “A Maldição da Flor Dourada” estreasse nos cinemas brasileiros. Parece que não foi o caso. E quero muito assistir a este filme.

    Não sei se você sabe, mas o Zhang Yimou vai ser o responsável pela cerimônia de abertura das Olimpíadas de Pequim. Imagina como essa cerimônia vai ser. :-)

  4. Ah, não estreou aqui em SP ainda… Já chegou em DVD??

    Eu não gosto de HERÓI, mas adoro O CLÃ DAS ADAGAS VOADORAS.

    Abs!


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: